#THEBIBLIOPHILECLUB (Março) – A História Secreta

#TheBibliophileClub é um clube de leitura criado pela Sofia, do A Sofia WorldSónia, do By The Library, e à Lyne, do Imperium. Sendo um clube de leitura, o objetivo é estimular a leitura por diferentes categorias definidas todos os meses. Após isso vamos discutindo os temas, trocar ideias, fazendo amizades. Tudo por conta do nosso amor aos livros. Isso acontece quer pelo uso da #, da partilha no grupo do Facebook, ou ainda nos blogs de quem tem. Desta forma, o tema do mês de março é dedicado às mulheres, À leitura de livros escritos por mulheres. Mas não se fica por aqui. Fomos também desafiados a escrever sobre as mulheres que nos inspiram! Sendo este um blog dedicado praticamente em exclusivo à escrita, irei falar-vos da escritora que mais me inspira e o seu como e porquê. Este último desafio farei em separado e muito em breve…

Mas posta a introdução mensal, o livro escolhido foi o da já vencedora de um prémio Pulitzer: Donna Tart, com o livro publicado em 2015, com a sua primeira publicação em 1992.

Continuar a ler “#THEBIBLIOPHILECLUB (Março) – A História Secreta”

Filhos de Sangue e Osso – Como é este livro épico?

Foi pelo natal que o Ricardo me ofereceu este livro. Andava farto de o ver pelas redes sociais de colegas bloggers, pelo que a curiosidade aumentava. O mesmo quando o pegava numa Bertrand ou Fnac, com o seu peso e capa a atrair a minha atenção. Porém tinha receio. Ao tempo que não começava nenhuma saga. Tenho lido mais livros isolados que aqueles que precisam de continuação. Com isto, quando acabei de ler Filhos de Sangue e Osso, o que senti foi uma autêntica surpresa.

Continuar a ler “Filhos de Sangue e Osso – Como é este livro épico?”

“Seja o que for o Amor” – Crítica ao livro da Sofia Costa Lima

Já vos falei por diversas vezes da Sofia. Ela, como autora e criadora de conteúdos no seu blog, o A Sofia World, foi, na verdade, uma das minhas múltiplas inspirações. É verdade! Não só como motivação escrita, mas também como motivação para o blog. Conhecendo a sua escrita online, e até já com uma pitada dos seus trabalhos mais recentes, quis ler um dos seus primeiros livros. Queria desesperadamente ver, e ler, como é que esta jovem evoluiu. E acreditem, fiquei surpreendido!

Continuar a ler ““Seja o que for o Amor” – Crítica ao livro da Sofia Costa Lima”

2018: Crítica ao último livro do ano

A minha aquisição deste livro remonta a Feira do Livro do Porto. Foi logo após o 4º Encontro de Youtuber e Autores, em que eu com outras youtubers e booktubers fomos fazer um passeio pelos diversos stands. Ao encontrar este livro pelo preço de 10€ (quando no stand da editora estava a quase 18€), não hesitei. Em especial por este ano ter definido ler mais livros a tender para o terror…

Continuar a ler “2018: Crítica ao último livro do ano”

“Um De Nós Mente” – Crítica

dsc_1499.jpg

Sempre ansiei por ler este livro. A capa foi a primeira coisa que vi a atrair-me, seguida do seu título e das suas promessas. A história também, assim como as personagens únicas que me aliciavam. Todavia, o livro falhou, para mim, em entregar aquilo que pretendia…


Não me levem a mal. A história é única e com contornos fascinantes e que abordam temas muito importantes como a depressão, as redes sociais, a opinião da sociedade, assim como certos temas tabus como a toxicodependência e homossexualidade. Todavia, e apesar da credibilidade em cada uma destas histórias, era notório na primeira parte do livro, de que nenhum dos quatro tinha cometido o crime. E, se dissecarmos o título, todos eles mentiam, na verdade.

Continuar a ler ““Um De Nós Mente” – Crítica”

Crítica “O Guardião Invisível” de Dolores Redondo

Com uma premissa interessante e filosofia pensada, acredito que este livro poderia ter sido muito mais. A história em si é completa, quer em detalhe, quer em personagens ricas em passados carregados de carácter. Torna-se bastante fácil quer gostar quer odiar pelos diálogos bem escritos e confrontos capaz de fazer remoer o espírito. Contudo, em diversos momentos do livro, achei a escrita apressada, como se faltassem parágrafos inteiros. Não achei de todo fácil no início, e se estou habituado a ler livros tendo o barulho de uma praia movimentada, com este livro, foram diversas as vezes que tinha de recomeçar … Continuar a ler Crítica “O Guardião Invisível” de Dolores Redondo