Capitã MARVEL – O 1º Filme da MARVEL protagonizado por uma mulher

2019, Filmes & Séries

Estamos em março, no mês do dia da mulher. Num mês igualmente sombrio pelo acentuar de notícias sobre a violência doméstica sobre mulheres, com contornos bizarros a serem postos a público a cada notícia. Este é um tema do qual me tenho debruçado imenso. Que me tem acompanhado desde a licenciatura até o agora. Parece que nada mudou, que só piorou, é certo. Porém, pequenas mudanças vão acontecendo. Mudanças que acredito que ajudam a dar o protagonismo que a Mulher merece por tudo aquilo que consegue.

Peço desculpa, desde já, por estar a tocar em assuntos sensíveis e estar a compará-los com um filme. Mas, sendo sincero, acho que é preciso. Especialmente porque ainda há países onde as mulheres vivem sem direitos, com medo, com salários desiguais “ou simplesmente” com receio de serem mulheres por meio das suas oportunidades e segurança. Uma vez que somente 10% dos filmes da Marvel reproduziram cenas com mulheres, a importância deste filme (assim como todos os outros que se têm feito), assumem papéis importantes naquilo que é o consumo do audiovisual e que se pode traduzir para eventos de cultura POP e ajudar na desmistificação de muitas questões ligadas às desigualdades sociais existentes entre sexos. Como a Capitã Marvel saiu na quarta, era mais que justificado pegar nele. Contudo, o título em si é já traiçoeiro. E porquê? Porque em Portugal achou-se por bem traduzir Captain Marvel para Capitão Marvel. Pessoalmente, não acho correto. Não só se demonstra um desconhecimento da língua inglesa – que não atribui género – como é desrespeitador para o tema do filme e para o paradigma cultura que pretende transformar.

Alita: Como é este anjo de combate?

2019, Filmes & Séries

Regresso a Leiria é, muitas das vezes, sinónimo de ir ao cinema matar saudades do segundo maior ecrã do país, o CINEMAX, que fica atrás do IMAX, disponível somente no Porto, Lisboa e Faro. Desta forma, e sendo que não houve grandes estreias nestes dois primeiros meses, o único filme que restava era Alita!

Quando comecei a ver os primeiros trailers, talvez para agosto do ano passado, o meu pensamento era: ou este filme será muito bom, ou será um autêntico fracasso. E estava mais apontado para o último ponto, e nem o nome de James Cameron (Titanic e Avatar) me convencia do contrário. Até que algo aconteceu quando o vi, no passado dia 22.

Feliz Dia Para Morrer 2 – Como se comporta a sequela?

2019, Filmes & Séries

Dia 14 foi não só o dia marcado por São Valentim para as manifestações de amor, como para a estreia da sequela de Feliz Dia Para Morrer. Quando vi o primeiro filme no cinema, uma parte de mim estava parva com a história, enquanto que a outra se contorcia a rir na sala de cinema, procurando perceber o que raio se estava a passar. E, mais importante, quem andava a matar vezes e vezes sem conta a protagonista. Com a sequela, o espanto chegou, já que se o mistério do primeiro foi resolvido, como podem fazer uma sequela e confirmar já o terceiro filme?

Escape Room – Quando a sala de cinema nos assusta

2019, Filmes & Séries

Sim!, considero o título sensacionalista, mas muito do seu significado deve-se ao próprio conceito do filme. O das Escape Rooms que têm proliferado por todo o mundo, sempre com salas temáticas capazes de nos fazer arrancar cabelos. Nunca fui a nenhuma, mas após este filme, a vontade ressuscitou!

A. Melhor. Animação. De.Sempre!

2019, Filmes & Séries

Podem pensar que estou a exagerar. Ou então que devo ter visto algum filme nunca antes visto. Acontece que quando se junta o meu super-herói favorito com um estilo novo, único e diferente de animação, sem dúvida que se torna algo memorável.

Crítica à animação mais esperada de sempre!

2019, Filmes & Séries

Quando há uns dois anos foi anunciada a continuação para uma das animações de maior sucesso, que o coração dos jovens da geração de 90/2000 se comoveu. Quer fosse pela nostalgia, quer pela vontade de ir ver, a animação era notória nas redes sociais e nas conversas de grupo. Afinal de contas, quem é que se esqueceu do primeiro Incríveis e da sua comédia? Ou até mesmo da mítica Edna?

Crítica ao Melhor Filme de Natal de Sempre

2018, Filmes & Séries, natal

Existem, para mim, três tipos de filmes de natal: os que são somente ambientados na época, os do sozinho em casa, e os que dão conta de uma tragédia no Natal em si! E é deste último ponto que vos vou falar. De um filme que estreou este ano e é original Netflix!

Estamos a tornar-nos num círculo? – Crítica a “O CIRCULO”

2018, Filmes & Séries

Quando saíram as primeiras notícias que a minha amada Emma Watson iria estar nesta adaptação com o Tom Hanks, o meu coração dizia: vai ver, vai ver. Com isto, o filme estreou em 2017 e, atendendo a que todas as críticas eram negativas, eu fiz aquilo que mais critico: deixá-lo para depois. E assim foi… até o ver no TVCine e o agarrar com toda a força!

Crítica: Um Pequeno Favor

2018, Filmes & Séries, jovem autor

Quando vi o trailer deste filme, o meu pensamento foi: tenho de o ir ver! E disse-o porque não é do tipo de filmes que vá ver ao cinema, mas só pelo facto de que não acho que se justifique ver num grande ecrã. Todavia, quando falamos da belíssima, talentosa, e etc. Blake Lively e Anna Kendrick, o assunto muda de figura...

Não conhecia o livro e a história foi só mesmo pelo trailer. Sei que quando entrei na sala de cinema, nem a sinopse sabia. Só ia com a informação que o trailer me mostrava. Assim sendo, toda a situação foi uma autêntica surpresa. Uma que começou logo pela abertura do filme. Fabulosa, original e única. Parecia que estava a ver aqueles filmes clássicos, sabem?