Os livros que li em maio

Maio passou num ápice. Muita coisa aconteceu, outra deixou de acontecer. Porém, algo que consegui manter de forma regular foi a minha leitura. Com praticamente um livro por semana (menos na última semana do mês), consegui mergulhar em diferentes géneros e mundos que hoje partilho com vocês.

The Places I’ve Cried in Public de Holly Bourne

Neste romance, que foi a minha estreia com a autora (do livro Isto Só Acontece nos Filmes), a procura pela identidade e amor-próprio traduzem-se em motores que intensificam a história de Amélia.

As relações tóxicas são uma grande realidade, assim como os diferentes estádios de abuso e diferentes formas desse mesmo abuso. É neste sentido que a protagonista se vai ver diante de um recordar de memórias do que foi o seu “fazer as pazes” com o seu eu do passado e a forma como encarou uma paixão ausente do seu sentimento básico: o amor.

Um livro altamente recomendado, não só pelos temas que retrata, mas pela forma como os nossos jovens necessitam de recordar o que é o cuidar e respeitar o outro.

Kobo

Rating: 5 out of 5.

À Beira do Colapso de B.A. Paris

A autora, que tão bem amei conhecer no seu thriller de estreia: “Ao Fechar a Porta”, volta para uma história surpreendente e que brinca de forma informada com a demência e como a mesma pode afetar uma pessoa e a sua estrutura.

À Beira Do Colapso foi como me senti após as últimas páginas deste thriller psicológico alucinante. E, apesar de ter querido algo mais do final para uma personagem, o desfecho foi grandioso, justo e marcante. As personagens são ricas, com uma caracterização psicológica que só a autora consegue fazer.

Wook

Rating: 4 out of 5.

The Ride of a Lifetime – Robert Iger

Uma leitura apaixonante sobre alguém humano, empático e com uma verdadeira crença no poder do outro e da sua valorização. Para quem não está a associar o nome, Robert Iger é o atual CEO da Walt Disney Company, tendo alcançado feitos e aquisições históricas e impactantes no mercado do entretenimento.


Fiquei fã do seu trabalho e da forma como olha para a criatividade e a valorização humana, reconhecendo onde está o seu valor. Um livro que é uma lição de vida. Espero reler num futuro próximo.

Kobo | Wook

Rating: 5 out of 5.

Tweet Cute: A Novel – Emma Lord

Esta história ficou em mim por diferentes razões, mas a componente escrita tem de surgir como principal fonte da classificação que dei. Afinal de contas, foram diversos os momentos que alguns episódios se desenrolaram de forma confusa ou sem muito sentido pela forma como a autora descrevia os acontecimentos.


Fora este ponto, a história é recheada de crescimento e boas dinâmicas, da qual destaco mais a componente parental do que propriamente a romântica. Na verdade, a vertente romântica ficou aquém do que esperava, não deixando de tirar notoriedade ao trabalho presente na história.
A história ganha assim no desenrolar do crescimento pessoal e da importância de falar com os progenitores para um correto desenvolvimento pessoal.

No que toca ao romance que dá título, a história lida com dois adolescentes que são atirados para uma guerra empresarial no Twitter pelas empresas que os seus pais gerem. Estes “tweets” vão-se intensificando, sendo aliados de revelações da vida adolescente das personagens.

Kobo

Rating: 4 out of 5.

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.