A minha escrita em março

Foi no passado mês que vos dei a saber que iria mudar a minha rubrica de perspetiva mensal para algo mais focado na minha escrita. É assim, sem surpresa pessoal, que vos apresento uma rubrica diferente e que se irá manter por definitivo. Sim, penso mesmo que é desta!

O que escrevi em março?

Primeiro o dever

Março foi tempo de reflexão. De pausa. De perceber quais os projetos que tinha e o que tinha de fazer em cada um. A tese, uma vez que ainda não está concluída, foi o alvo de toda a atenção. Tirei tempo para a rever, corrigir e ainda aprofundar algumas questões.

A leitura assumiu assim algo de extrema importância e de que aprendi com manuscritos passados. Consegui aplicar na dissertação esse distanciamento e navegar em pormenores que não tinha tocado em revisões anteriores.

Depois o prazer

Claro que o mês não poderia acabar sem tocar no meu próximo manuscrito: o meu romance YA LGBTI que comecei a escrever no final do ano passado. A tese tem-me atrasado os trabalhos nele, já que a disposição para um foco de escrita diferente nem sempre aparece quando se carrega uma tese aos ombros, mas março foi mês de conclusões.

Consegui acabar a Parte I do romance, assim como o rever e enviar a leitores-beta. Não julgava ser capaz nem das saudades que tinha por receber feedback de “sangue fresco”, mas consegui. Estou extremamente feliz com o desenrolar da narrativa e mal posso esperar por o lerem.

Como se prevê abril?

Tirando a chuva, a pandemia e um regresso a trabalho, espero que em abril consiga, finalmente, terminar toda a parte escrita da tese. Espero sinceramente que tal aconteça e que tenha a benção dos santos (aka: minha orientadora) para tal. Já no meu próximo livro, espero conseguir dedicar-me a tempo inteiro a ele na última quinzena do mês.

Do que mais aprendi em O QUE NOS MAGOA foi como escrever diariamente ajuda, evitando passar largos meses num manuscrito. Na verdade, e na minha opinião, penso que qualquer manuscrito que ultrapasse a barreira dos 8 meses de escrita profícua, se torna um pesadelo para o autor. Espero assim conseguir igualar a experiência passada e dar-vos uma história digna num tempo otimizado ao máximo.

Objetivos pessoais literários

  • Terminar o trabalho de escrita na tese;
  • Conseguir escrever todos os dias na segunda quinzena do mês;
  • Terminar a Parte II do meu próximo romance.

One Reply to “A minha escrita em março”

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.