Li Concourse

Mal recebi o meu Kobo, soube que iria ler não só mais livros, mas novos géneros. Sendo os e-books mais baratos, conseguiria ter oportunidade de descobrir novos autores e histórias de forma mais rápida do que se a gastar dinheiro só em livros físicos e traduzidos. Com isto, foi sem surpresa que aceitei ler Concourse, o quinto livro de uma série com temática erótica-LGBTQ e que me levou a histórias que ainda não explorara.

“Tirando” o erotismo à parte, o perceber como o autor Santino Hassell usa essas cenas como mote de crescimento interpessoal para as personagens foi uma autêntica delícia, em especial por termos personagens de ambientes tão opostos. De um extremo, encontramos um socialite ou, como diríamos atualmente: um influencer. Do outro, temos como que um irmão para ele: um amigo que cresceu consigo e de uma realidade extremamente oposta, que teve de lutar (literalmente) para obter rendimentos para ajudar a sua família.

É no meio de dramas existenciais e de identidade em que a narrativa se sustenta, aliado ao sofrimento que é a “pressão” para levar uma vida perfeita online. É sem surpresa que os mundos destas personagens choquem, levando a momentos de apertar o coração e de paixão sem fim.

As redes sociais têm um lado extremamente positivo, mas o negativo torna-se sempre o mais evidente na nossa sociedade e próprias experiências. Ler como o autor abordou este flagelo e de forma cuidada e plausível, levou-me a ser mais um bocadinho fã deste género. De que o preconceito que eu próprio tinha a respeito do romance erótico era só à base de sexo era infundado e, pelo contrário, consegue acrescentar uma camada de intensidade e humanidade à história.

Rating: 4 out of 5.

Nota: Após escrever a crítica e ir procurar os links de venda do livro, apercebi-me de que os livros do autor já não estão à venda por polémicas relacionadas à sua pessoa e imagem, assim como ao facto de este ter alegadamente escrito os livros baseado-se em histórias reais e comunicações íntimas de pessoas e sem o consentimento das mesmas. Pela conversa com outros leitores, apercebi-me igualmente de que não existiram provas concretas dos factos, mesmo que estas situações descritas sejam sempre lamentáveis e, a serem plenamente verdadeiras, causar dor a quem as viveu.

2 Replies to “Li Concourse”

  1. Tens que ler o livro “Deixa-me ser” do autor Filipe Branco que tem a temática LGBTI. É muito bom, vais gostar =)

    Beijinhos!

    Gostar

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.