Dia dos Namorados ou Dia do Amor?

O título pode parecer estranho, mas desde que escrevi O QUE NOS MAGOA e refleti sobre o quão penoso um Dia da Mãe ou do Pai pode ser para jovens que passam sem estes elementos do agregado familiar, não poderia deixar passar esta data. Este sentimento que também aparece no Dia dos Namorados…

O Dia dos Namorados, apesar de uma época de grande alegria para os casais, para certos elementos da população pode ser um dia penoso e um lembrete de uma solidão que, por vezes, é invisível. Assim, neste Dia dos Namorados, acho importante não se celebrar propriamente a relação amorosa de namorad@s, mas também aquela mais importante: a do amor próprio. De não nos esquecermos que para amarmos alguém temos sempre de começar em nós.

Quer estejamos juntos ou solteiros, o descobrir os nossos gostos, onde gostamos ir, comer e/ou fazer é essencial para um equilíbrio mental muitas vezes renegado. Procuremos então ser felizes. A usufruir de relações saudáveis e de bem-estar que consiga combater a solidão, depressão e, ainda gravoso, os dados de violência no namoro.

Sejam corretos. Sejam felizes. Sejam humanos.

2 Replies to “Dia dos Namorados ou Dia do Amor?”

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.