Olá aos 25: O que aprendi

Foi ontem, 12 de fevereiro, que os 25 anos me bateram à porta. Foi sem surpresa que os recebi, mas confesso que esperava sentir uma qualquer mudança. Eu sei, eu sei que é ridículo, afinal de contas, dos motes para escrever O QUE NOS MAGOA foi demonstrar que a idade dos 18 não passa de um número e que, do nada, não ganhámos maturação, conhecimento e/ou, tampouco, respostas.

O 25, como apelidado de muitos como quarto do século, surge assim como uma nova oportunidade de começar o ano. De debruçar-me sobre novos projetos e de mostrar agradecido a todos aqueles que me têm acompanhado nesta jornada. Mas, para isto, preciso também de perceber o que aprendi e, consequentemente, onde poderei chegar. Poderia dividir isto em diversas categorias, mas como todas se inter-relacionam, seria desnecessário. E isto foi logo algo que aprendi com o blog.

Aprendi a ter calma com as minhas ideias e vontade em escrever, assim como a conseguir estruturar o pensamento. Dei-me a tranquilidade de aceitar aquilo que quero para a minha escrita, sabendo o meu público-alvo e os meus objetivos. Nem sempre foi fácil, mas estou agradecido a todos os que me ajudaram em perceber e interpretar momentos da minha própria escrita.

Com isto aprendi a ser mais paciente, a ler o mercado e o que pedia. Aprendi a gerir o meu tempo e recursos – mesmo que ainda muitos pontos faltem por completar neste campo. Nesta ginástica, respeitar as minhas ideias e as minhas próprias críticas tornou-se chave em encruzilhadas. Nisto, aprender a ouvir e refletir revelou-se guia indispensável, sabendo sempre a importância de agradecer.

Assim, e consciente da importância do “obrigado”, quero mostrar gratidão a todos os que têm apoiado e lido O QUE NOS MAGOA, fazendo-o permanecer no TOP Romances da Wook, assim como por terem esgotado os exemplares da Fnac Leiria. Nada disto seria possível sem vocês, provando que juntos conseguimos chegar a qualquer lado.

A palavra obrigado assume um tamanho pequeno perante tamanha jornada, mas é o que mais vos queria dar. Um agradecimento, uma nota. Uma lembrança da importância em apoiar novos autores, autores portugueses.

2 Replies to “Olá aos 25: O que aprendi”

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.