#TheBibliophileClub – Os livros deste verão

Os dados estavam lançados. O tema escolhido para o mês de julho e agosto era ” Livros para ler ao Sol”. A escolha passou por ser difícil, e atendendo aos diversos livros que comprei na Feira do Livro de Lisboa, assim como os que li em julho (A Muralha de Gelo, Isto Vai Doer, This Girl e História Foi Tudo o Que Me Deixaste), a escolha estava complicada. Havia especificidades para estas leituras, contudo. Seriam livros que só leríamos na praia, leves ou que nos fizessem simplesmente lembrar o sol/praia/calor/verão. Mas afinal, que livros iria escolher?

Somos Mais do Que Histórias – Volume II

Foi o ano passado que fui convidado pela editora Cordel d´Prata para escrever um prefácio para este volume que reúne textos de diversos autores. Dando eu importância, e bastante conversa aqui no blog, sobre como devemos ler livros dos nossos autores, nada poderia entrar melhor neste critério.

(Cordel d´Prata)

De uma forma muito resumida, o livro tem contos brilhantes e que retratam diversos problemas da vida contemporânea: quer seja em sensibilidade humana, cuidado ao próximo, a temática dos idosos, da homossexualidade e até de lições de moral, estes autores fizeram um ótimo trabalho. Têm ainda um caminho a percorrer no que toca à escrita narrativa em si. Mas é com ideias que se começa a construir o mundo, e, consequentemente, um livro.

O Diário de Anne Frank – Diário Gráfico

Diário Gráfico de Anne Frank

Como eu, devem estar a perguntar-se como este livro se enquadra em “leve”, já que o seu tema carrega uma história marcada em tragédia, dor e vergonha. Algo impossível de esquecer e facilmente lembrado diariamente. O que é certo, é que na adolescência li o Diário, e agora, mais tarde, queria uma nova perspetiva.

(Bertrand)

Este Diário Gráfico não desilude, sendo uma forma de ver o que julgáramos impossível de ver, ou até de imaginar. Foram diversas as vezes em que me emocionei nas páginas finais, e só desejava que cada um dos nossos jovens tivesse a oportunidade de ler este livro. Uma leitura, mais que recomendada, obrigatória. As ilustrações são belíssimas e o trabalho feito na adaptação para Diário Gráfico foi soberbo. A vontade em ler “a versão original” surge agora em mim, mas darei-me tempo e espaço para, daqui a uns anos, a desfrutar ainda com uma outra perspetiva.

Papillon de Henri Charrière

livro papillon
Papillon

Este livro, de leve, nada tem. Sendo edição de bolso, são 830 páginas da aventura de Papillon (Henri), condenado injustamente por um crime que não cometeu, cuja pena seria de trabalhos forçados perpetuamente na Guiana Francesa. Tendo visto o filme de 2017 este verão, ler em livro foi uma experiência completamente distinta. Não só os argumentistas fizeram um ótimo trabalho de sumarização, como o livro nos abre os horizontes sobre cada cena, acrescentando voltas e reviravoltas impossíveis de realizar num filme com mais de duas horas.

O livro é uma autêntica inspiração de vida e de como devemos procurar ser justos e corretos, não só connosco, mas para com os que nos estão próximos. A capacidade de resiliência, perspicácia, amizade e valores de Papillon são uma raridade nos dias de hoje, e as atrocidades de que este sofreu, inimagináveis para a sociedade contemporânea. De escrita fluída e harmoniosa, o número de páginas está longe de assustar assim que se mergulha nestas aventuras, e nos deparamos tanto com o doce sabor da vitória, da amizade e família, como do fracasso, revolta e angústia. Uma leitura capaz de mudar a vida e, sem margem para dúvida, que recomendada.

(Bertrand)

A titulo de curiosidade, e uma vez que é menos conhecido, este livro tem uma continuação. Retrata a vida após os acontecimentos marcantes e diversas tentativas de fuga de Papillon. Chama-se Banco (Goodreads| Kobo | Bertrand) e, infelizmente, não está disponível em português.

Porém, antes de sair do Algarve, uma leitura veio comigo… Para quem me segue no Goodreads, bem sabe qual é. Para os mais curiosos, deixo-vos em imagem. Mas agora tenho de vos perguntar: o que leram em agosto?

Misery, de Stephen King

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.