A importância da “solidão”

Escrevo-vos isto no sul do país. No Algarve, mais precisamente. Muitos dos meus já foram dormir, enquanto que a família termina uma mariscada no andar debaixo. Estou exatamente no mesmo local em que o ano passado terminei o meu terceiro livro. Estou também no mesmo sítio que há três anos terminei o Esquecido, e ainda ao recuar mais, uma série. Já perceberam o quão especial este lugar é. O como me sinto, de alguma forma, completo, ao recordar tudo o que passei com cada uma destas histórias.

Mas este ano é diferente. Não termino nenhum livro, mas na verdade quase que começo um. Nisto, sinto-me sozinho. Sem aquela adrenalina de estar em páginas finais. Longe dos meus amigos e também de uma cidade que me tem acompanhado no meu mais recente crescimento. Pode parecer-vos que estou aqui a escrever-vos a respeito de uma saudade por um manuscrito, quando na verdade, é precisamente o oposto. Também vos falarei disto, talvez para setembro – já que esta publicação só deve sair para o final do mês. Quero antes refletir do como é importante estarmos sozinhos. De nós, enquanto seres humanos, darmos valor ao tempo que passamos connosco.

Sabemos estar sozinhos?

Nos dias de hoje, com vidas frenéticas de trabalho, estudo ou até redes sociais, a nossa vida pessoal e íntima acaba por sofrer. Não vos falo da que temos para com os outros, mas da intimidade que temos para nós mesmos. Uma que é tão ou mais importante que a que temos para com os outros.

Reparem, quando crescemos, o nosso desenvolvimento deve ser orientado para sabermos ser independentes. Para termos a ousadia de partir na aventura, sabendo que se algo acontecer de mal, temos uma rede de suporte que nos apoia. Nisto vamos fazendo o nosso percurso pela adolescência. Os conflitos são o que todos sabemos, mas fundamentais para a construção do nosso Eu e, por sua vez, de algo tão importante a que se chama nas ciências sociais de Identidade.

“We are all alone, born alone, die alone, and—in spite of True Romance magazines—we shall all someday look back on our lives and see that, in spite of our company, we were alone the whole way. I do not say lonely—at least, not all the time—but essentially, and finally, alone. This is what makes your self-respect so important, and I don’t see how you can respect yourself if you must look in the hearts and minds of others for your happiness.” – Hunter S. Thompson

A nossa Identidade nos Outros

A nossa Identidade é o tudo que nos define. É a nossa capacidade de resiliência, de estar connosco, de sermos independentes sabendo estar connosco para, depois, nos darmos aos outros. Quer seja à sociedade, ou a relações mais íntimas. É assim que funciona. Todavia, pergunto-vos: nos dias de hoje, conseguimos estar bem sozinhos? Sentir que somos capazes de ir a uma sessão de cinema sem companhia? A um café? A uma festa? Ou, até algo ainda quase que mais íntimo: (por exemplo) termos a capacidade de ter prazer em massajarmos os nossos próprios pés? Aquela parte do corpo que nos sustenta? Sendo sincero, a minha resposta é não. Temos cada vez menos tempo para o nosso “eu”. Para nos solidificarmos e olhar para a vida de uma outra maneira. E sabem o porquê de isto ser terrível? Porque nos impedimos de crescer emocionalmente e subjetivamente. De termos empatia com o outro e para os outros. Mas, e mais importante: de termos isto para nós mesmos.

Este texto pode ser perigoso, já que falar de solidão pode confundir muitos com isolamento, desta forma, as minhas desculpas. Mas queria imenso falar sobre isto. De como com a escrita, o escrever é uma forma de eu estar comigo. De me descobrir, explorar novas coisas e abrir novas horizontes no que toca a certos acontecimentos na vida. Claro que não é fácil. Estarmos sozinhos, com os nossos pensamentos e de forma deliberada, está longe de ser algo perfeito. Mas é por isso que temos de trabalhar para isso. De nos moldar. De nos ajudarmos a alcançar um bem-estar que, nos dias de hoje, a sociedade nos “lembra de esquecer”.

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.