As Minhas Séries do Streaming – T01E01

Vivemos na era do streaming. Algo que começou com os vídeos caseiros, para passarmos para os profissionais. Após isso seguiu-se a música, as séries e os jogos. Então quando se fala na próxima revolução de redes móveis, o 5G, as possibilidades serão ilimitadas. Todavia, enquanto ainda temos uns meses até à chegada dessa rede, decidi focar-me no que temos hoje e de como estes serviços, em especial a Netflix, me inspirou por meio das séries que vejo. Este será o primeiro episódio de muitos de tudo aquilo que vi, já vi ou quero ver, na Netflix! (e de outras plataformas).

(inserir vídeo com introdução fixe)

Ok., não tenho uma introdução à maneira e com a música característica. Tudo o que tenho serão as minhas palavras e posters das séries criados pelas distribuidoras e produtoras das mesmas. Mas posto este “disclamer”, bora lá navegar pelo catálogo infindável deste serviço tão novo em Portugal. E mesmo que vos vá falar de outras séries, vou procurar que as mesmas estejam sempre disponíveis quer na Netflix, como nos canais e serviços de streaming portugueses. Todavia, para inaugurar esta publicação, vou começar pelos originais Netflix que vi ou vejo:

Sense8

Não consigo não falar desta série. Classificada por mim como das melhores originais da Netflix, esta segue a vida de oito indivíduos que veem a descubrir ter as suas mentes ligadas. Isto não só possibilita viagens por todos os continentes, com paisagens e momentos deslumbrantes, como cenas de ação e romance sem paralelo. Sendo de ficção científica tem ainda um lugar mais especial no meu catálogo. Infelizmente foi cancelada pelos elevados custos de produção, mas ganhou um filme que encerrou a trama de forma brilhante, bonita e saudosa.

The Crown

A série protagonizada pela fantástica Claire Foy nas duas primeiras temporadas retrata de forma intensa e grandiosa a vida do que foi a atual rainha da Inglaterra. Assumo que não é para todos, já que não tem propriamente momentos de ação. Mas para aqueles que adoram história ou a sua representação, assim como perceber a evolução não só do Reino Unido como do mundo, esta série é mais que certa. Além do mais, os prémios dizem isso mesmo. Sendo que a série terá 6 temporadas, cada uma para uma década histórica, o elenco vai-se também alterando. Por mais que já tenha saudades do antigo, mal posso esperar por conhecer e ver onde cairá a coroa na terceira temporada…

Stranger Things

Esta é, talvez, das séries mais acalmadas e conhecidas mundialmente. Com um elenco novo e juvenil, a série inspirada no Harry Potter arranca momentos de tirar o fôlego com a ficção científica inerente a ela. Pessoalmente não acho a série nada de mais. Gosto. Entretém-me. Todavia, por ser das poucas deste género, sigo-a expectante por ver os elementos que a compõem, crescer!

Por 13 Razões

Igualmente popular pelos jovens e aclamanda e/ou criticada, a série retrata um suicídio juvenil e as suas consequências. Já vos fiz uma publicação sobre a série em julho, mas volto aqui a afirmar o como adorei a segunda temporada em comparação com a primeira. E por mais que muitos não consigam perceber o porquê de haver uma segunda temporada, a resposta parece-me simples: cada histrióa tem mais que um lado, uma perspetiva. E por vezes, o amor que uns julgam que recebemos, não é o que precisamos! 

Para mim a série é um elemento fantásticos para promover e provocar o debate sobre diversos temas sensíveis, como o suicídio, toxicodependência, solidção, abandono, namoros, adolescência, o crescimento, abuso sexual, bullying, entre outros temas inseridos nestes mesmos.

Por 13 Razões: Por Detrás das Razões

Esta série documentária tem duas temporadas, correspondendo um episódio por cada temporada da série mãe. A mesma é passada num ambiente de estúdio, com uma apresentadora, seguida de alguns elementos do elenco, argumentistas e especialistas. A complementar uma plateia de jovens que pode fazer perguntas sobre os temas. 

Sendo a série Por 13 Razões tão “pesada” em temas, achei esta ideia fantástica para complementar algo que, por vezes, pode ser mal percecionado pelos jovens e até adultos. 

Chilling Adventures of Sabrina

Para terminar a publicação deste primeiro episódio, não poderia deixar de falar de uma série mais atual em lançamento. Estreada na altura do Halloween, a série acompanha as aventuras da adolescente Sabrina à medida que vai descubrindo os seus poderes. Do que mais destaco da série é a dualidade do bem e do mal na própria Sabrina, assim como ao ambiente cómico e elenco fabulosa da série. Espero, contudo, por um episódio de natal e Parte 2 (Abril de 2019) com mais magia e não somente efeitos práticos.

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.