E que tal um book-unboxing?

1Quase que consigo imaginar as vossas caras. Devem estar a pensar: o que raio foi ele fazer desta vez. O título entrega já o mote da publicação, mas tinha de o fazer. E porquê? Porque é o primeiro vídeo que faço em 4 anos. É verdade! Quando na altura escrevi O Bater do Coração, com a sua publicação em julho, usei o Facebook para um vídeo. Descontraído. Intimista, e que me apresentava àquele mundo.

O tempo passou, e isso foi esquecido, assim como o meu tempo que se viu encurtado até este ano. Com uma nova gestão a tomar conta de mim, e os diversos projetos em que me envolvi, decidi que estava na altura. Que poderia voltar a gravar um vídeo para vocês!

Classifico-o como um book-unboxing. E porquê? Porque tiro um livro dentro do seu embrulho e… pronto… o revelo. Novínho em folha! Pode parecer estúpido, eu sei. É um livro, não um telemóvel, uma máquina fotográfica, ou etc. Mas será que não merece o mesmo tratamento?

Foi com a resposta a esta pergunta que o gravei. No meu quarto, com a ajuda da minha prima, quase que assistente, filmei sobre o livro do Speed Writing. O concurso que já vos falei um punhado de vezes, e que viu o livro sair em julho.

Continuar a ler “E que tal um book-unboxing?”