Chegou setembro

received_309970396433677

O mês conhecido pelo regresso às aulas, chegou. As férias já cessaram, e não me posso queixar do bom tempo que experimentei no sul do país. A água quente, cheia de portugueses que escolheram o seu Portugal para passar as suas férias, faziam perspectivar um final de mês divinal.

Por meio dos meus passos na areia, que continuam a seguir os do meu pai como outrora, os pensamentos são sempre muitos. A mente liberta-se como que de toda a preocupação que levamos e lá conseguimos olhar para o que nos rodeia de outra forma. Algo que ajuda especialmente quando temos como grande paixão, a escrita… Mas já lá vamos.

Entre aventuras num para-quedas que abrem a porta a novos momentos em futuros livros e familiares, consegui ler alguns livros.

Sendo eu preguiçoso durante o ano, e o que resta dele, agosto é o mês em que consigo ler com afinco. A vida corrente acaba por me encher com trabalhos e aulas que me tiram tempo da leitura de livros ficcionais que acabam por ser substituídos por livros técnicos.  Assim, neste mês, foi para meu agrado que consegui ler O Pacto (Michelle Richmond), Without Merit (Colleen Hoover), Ao Fechar a Porta (B.A. Paris), O Guardião Invisível (Dolores Redondo) e O dia em que chegaste (Letícia Brito). Irei publicar individualmente o que achei de cada um dos livros, mas deixo-vos aqui com um “cheirinho” daquilo que achei de cada um:

250x.jpg

Sempre fiquei entusiasmado por ter este livro na minha lista de livros para ler. Guardava-o preciosamente porque, pela premissa de que tinha, tinha tudo para me deixar de queixo caído. Infelizmente…, tal não aconteceu.

Não me interpretem mal: a escrita, é incrível. Assim como os diversos detalhes que dão vida a cada uma das personagens. O destaque dado e a pesquisa feita pela autora sobre o casamento é também notória, levando-nos facto interessantes e que vão de acordo à profissão de psicoterapêutico do protagonista. As primeiras páginas, prenderam-me imediatamente. Todavia, se este livro, e todo o marketing a ele associado (sinopse, etc.), nos indicam algo a nível de thriller ou drama, o livro falha em o concretizar.

33280872

Falando da depressão, a Colleen conseguiu construir toda uma família e dinâmica familiar que nos faz ou rir, ou chorar ou revoltar face a tamanhas diferenças e segredos. Família esta que molda de uma forma realista aquilo que são as personalidades únicas de cada personagem.
Confesso que esperava uma história completamente diferente. Estava sempre à espera das cenas quentes características da autora ou dos romances de tirar o fôlego. Mas este livro é um romance. Mas um romance que retrata o amor próprio. O importante em nós amarmos para amarmos os outros. Quer sejam estes a nossa família, ou interesses amorosos.

250x

 

Belo. Credível. Arrepiante. Surreal.

É assim que classifico este thriller de estreia daquela que é já das minhas autoras favoritas. Nunca foi tão fácil de amar uma personagem e, no seu ponto mais extremo, odiar outra. A história é bem construída, com picos de adrenalina psicológica sem igual.

 

 

 

250x

Com uma premissa interessante e filosofia pensada, acredito que este livro poderia ter sido muito mais. A história em si é completa, quer em detalhe, quer em personagens ricas em passados carregados de carácter. Torna-se bastante fácil quer gostar quer odiar pelos diálogos bem escritos e confrontos, capaz de fazer remoer o espírito.

Contudo, em diversos momentos do livro, achei a escrita apreçada, como se faltassem parágrafos inteiros. Não achei de todo fácil no início, e se estou habituado a ler livros tendo o barulho de uma praia movimentada, com este livro, foram diversas as vezes que tinha de recomeçar uma página.

Ficaram curiosos? Prometo que nestas duas semanas, ficam a conhecer por completo estas leituras, além da do novo livro da Letícia Brito! É verdade. Lembram-se de vos ter falado de como as férias foram importantes para a escrita? Não só este mês a Letícia Brito lança o seu novo romance, como estarei presente no seu lançamento. E é já no próximo dia 8 de setembro pelas 17h!

40247142_2107189392625803_6801564068835491840_o

Assim, logo no dia seguinte ao lançamento, poderão encontrar bem cedo aqui no blog o que achei deste livro que retrata de uma forma tão completa e bela, aquilo que é a dinâmica da vida. Eu e a Letícia temos ainda outra surpresa para vocês, mas tudo a seu tempo! Acredito que irão gostar!

Para além da Letícia, também eu estarei em mais um evento. É verdade: a minha estreia pelo Porto. Acontece um dia antes do grande lançamento da Letícia, no dia 7, às 19h, na abertura da Feira do Livro do Porto!

FEIRA DO LIVRO DO PORTO_DIOGOSIMOES.png

Estarei no Stand da Rota do Livro, identificado com o número 116!

A vossa presença é muito mais que bem-vinda, e tanto podem ficar a conhecer-me, como ao Esquecido ou ainda simplesmente uma conversa ladeada pela cultura de todo o espaço!

Espero pela vossa visita, e desejo-vos um mês de setembro em cheio!

 

 

Comenta aqui

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.